SAC TAMBÉM

Minha nossa senhora, que emoção!!
Estava pensando em tirar os recursos de "SAC Também" e "Divã da Diva" do blog, já que ninguém estava usando, até que hoje eu resolvi entrar no ask.fm do blog e encontro uma SAC...

 
O SAC era o seguinte:

"Não aguento mais fazer a faculdade que eu odeio, mas tô no penúltimo ano e todo mundo diz que eu tenho que continuar etc etc etc etc HELP quero ser rica"

Bom, estamos no mesmo barco, cara amiga! Não aguento mais o meu curso, e o que me difere de você é que eu acabei de ir para o segundo período (logo, estou mais na m&$5* que você). Eu vou fazer de tudo pra conseguir trocar de curso o mais rapido possivel, contudo acho que essa não seja a melhor opção para você, já que está no penúltimo período.  Faz o seguinte não sou psicologa então posso sugerir melhoras, conclua o seu curso, por mais chato que seja, e ano que vem você faz algo que você goste (que não seja ficar em casa coçando o dia todo), algum curso que tenha a ver com a sua personalidade, porque se você fizer o que gosta o dinheiro virá como consequência. Você deve ser uma moça nova, então é mais fácil ainda conquistar um objetivo (porque teoricamente tem mais tempo de vida), corra atrás do seu sonho ou de um bofe escândalo que seja rico, também é uma solução (mas não a melhor)!! Boa sorte para nóóóós no ano de 2014.


SAC - Mulherite

Image and video hosting by TinyPic
Eu não sei o que está acontecendo comigo, acho que estou doente. De uns tempo pra cá eu ando tão tão mulherzinha que me desconheço. É estranho depois de 19 anos vivendo quase um menino, me tornar uma "mulherzinha" em meses. Mulheres tendem a serem chatas, mimimizentas e talvez eu também esteja sendo assim, talvez, acho que não, o que vocês estão olhando? Ah já devem ta falando mal de mim pelas costas, bando de invejosa. BRINKS. Pode deixar que não to na fase mortal de mulherite não.
Além das coisas chatas do tipo: teoria da conspiração, analisar tudo que me dizem e quase chorar por tudo, há coisas legais em ficar mulherzinha. A reforma desse blog é um exemplo positivo, acho que ele ta com mais cara de mulherzinha agora, e, na minha opinião, ta bem mais bonito que antes.
Fico visitando blogs de moda, sim, eu estou lendo blogs de moda, e estou gostando, até estaria sendo mais vaidosa, se meu lado macho rústico ainda não falasse tão alto nas manhãs, quando eu prefiro dormir a me arrumar pra ir pra faculdade. Pra la vou que nem uma mendiga.
Não sei mais do que reclamo aqui, não ando tendo muito do que reclamar... a não ser, que estou escrevendo pessimamente mal, e esse não é um pedido de elogio como o que as mulheres fazem quando dizem "ah sou feia, mimimi, to gorda", é apenas a minha realidade, espero que essa seja passageira.
Aguardem que daqui alguns dias, eu posso dar uma mudada no foco do blog. E me desculpem pelo péssimo texto, nem sabia ao certo o que escrever, mas mulheres são assim mesmo, sempre indecisas...

                                               

Voltamos


Blog de cara nova (porém com a retardada de sempre)!!

Gostaram?


Por favor, me mandem sugestões de temas através da página do blog no Facebook, enviem também seus problemas ou pedidos de conselho clicando ali ao lado. →
Estamos de volta, e mais animada (ou "reclamona") que nunca!

SAC - Trote

Passei na UFES e o que eu posso dizer além de agradecer a Deus todos os dias, é: QUE ALIVIO ! Que alivio porque a mamãe não vai passar na minha cara todos os dias que ela pagou escola pra mim a vida toda e ainda vai pagar faculdade "ah Rebecca, sua mãe não faria isso contigo"  faria sim, e ela até ja tinha dito, além do mais ela está desempregada (quem tiver uma empresa, ou um parente viúvo/desquitado e ryco favor entrar em contato comigo) então não poderia pagar faculdade pra mim. Contudo eu passei, galera, passei sem cotas e com pouca melanina !
Porém, como tudo pra Bequinha não vêm de "mão beijada" no dia do trote as coisas deram um pouquinho errado...  Começando pelo dia anterior, que perdi o sono (mais que em dias comuns) e fui dormir 5:30 da madruga, acordei atrasada almocei sem salada "nossa Rebecca, que frescura!", e quando fui tomar banho não tinha água no chuveiro, até então tranquilo, fui lá, sem murmurar tomar o meu delicioso banho de balde, sim, banho de BALDE a la "Gabriela". 
Tirando os funkeiros de sempre, a ida à universidade foi tranquila, tive que esperar e esperar até que fiz minha matricula, então: prazer, Universitária ! Depois chegou o tão temido pelos calouros, o trote. Foi tudo muito divertido, até o toba recheado de fubá, café em todos os poros do corpo, e até tinta no ouvido, foi um momento agradável; sem frescura. 
Estava irreconhecível, entrei no ônibus e um garotinho futucou a mãe morrendo de medo de mim, as pessoas se afastavam e ficavam me encarando, algumas me perguntavam porque eu estava daquele jeito, a melhor parte disso tudo é que ninguém teve coragem de me encochar no ônibus. Inclusive tive a maravilhosa ideia de ficar fazendo face de deficiente mental, assim ninguém me olharia com maldade nem nojo (quero que fique claro que eu não sou uma deficiente de verdade, visto que eu estava acompanhada no ônibus, então quem sofreu por vergonha foi meu namorado, e não eu). 
Cheguei em casa super animada pra contar a mamãe como tinha sido o meu trote, quando eu recebo a noticia "o chuveiro está com problema, Becca. Não ta caindo nem gota de água". Jurava que ela estivesse brincando comigo, mas infelizmente não foi brincadeira, era a mais pura verdade, fui abri-lo e caiu apenas uma gotinha de água. Tive que ir lá fora, tirar o grosso com a mangueira hmm e "lavei" meu cabelo no tanque, depois tomei um outro banho de balde. Sequei meu cabelo e até poucas horas atrás estava  ele estava parecendo uma vassoura. Fora que uma das tintas não saiu e estou parecendo ter uma mancha azul de nascença no pescoço, "ai Rebecca, que péssimo" nada disso, vou usar isso como se fosse doença pra sentar sozinha em banco de ônibus. 
Na hora de dormir eu só conseguia sentir o cheiro de café, tenho certeza que ainda tem café nas minhas foças nasais e em alguns poros. Contudo foi uma das melhores experiencias da minha vida, estou ansiosa pra recolher dinheiro no sinal, não, não pretendo fazer da sujeira de ontem a minha "profissão" e virar mendiga não, isso só é o próximo trote  !


SAC - Blogs

Vocês que não tem um blog não tem noção de como é difícil ter um. Se quer um blog secreto, você tem que se esforçar para que ninguém descubra que ele existe, se quer um blog que possa passar alguma mensagem pra as pessoas ou apenas ser um famosinho na blogosfera  precisa se esforçar para a divulgação do blog. 
A principio não queria que apenas algumas pessoas próximas lessem meu blog, contudo os elogios foram chegando e eu decidi que seria legal se ele fosse visto por todos. Porém a divulgação de um blog é algo complicado, e muito muito vergonhoso... tenho vergonha de pedir aos outros que leiam "meus pensamentos" sobre o mundo. Por isso parei um pouco de postar aqui, mesmo tendo um numero de leitores considerável pra um blog novo !
Contudo eu gosto muito de ler o que escrevo, e como escrevo, por isso decidi voltar para esse "meu universo". Nesse meio tempo varias coisas aconteceram em minha vida, graças a Deus passei da UFES (para a honra e glória de Deus, porque isso sim foi milagre), passei em Letras, mesmo sonhando em ser jornalista (muitos no meu lugar diriam que jornalista não precisa de diploma, mimimi, mas não, eu não tentei jornalismo porque tive medo de não passar, e acabou que com minha nota passaria tranquilo pra Jornalismo), ai você me diz "Nossa Rebecca, isso era motivo pra fazer um SAC", não, gente, NÃO É ! Eu recebi um presente maravilhoso de Deus e essa foi a vontade Dele para minha vida, então é o melhor. Infelizmente na semana passada meu tio morreu de acidente de carro por imprudência do cara que estava dirigindo ao lado dele, e dessa vez, sim, pensei escrever aqui, contudo preferi voltar quando a situação já estivesse controlada, visto que esse blog é voltado para ironia e pro "humor" (dane-se se não acharem graça, amados). E mudei muito minha opinião sobre várias coisas que acontecem no mundo, enfim... Decidi voltar de vez!
Meu blog, como todos sabem, é um blog de reclamações e devido aos meus fieis leitores tive medo de reclamar de algo que tivesse a ver com eles e ferir o sentimento de algum deles (Rebecca, uma moça delicada e sensível), no entanto como não tenho nada pra fazer enquanto aguardo as minhas aulas na UFES estou voltando aqui para reclamar, doa quem doer, continuarei aqui apenas para meu próprio prazer (ui). Espero que não fira ninguém, visto que esse não é o meu objetivo aqui, porém caso isso ocorra não comece a me odiar porque a fila já está longa. Apenas entenda que sou uma pequena nem tanto moça que não tem nada pra fazer e quer se divertir. Beijos na alma ! 


SAC - Carnaval

Chegoooou, chegou a época do ano que as pessoas decidem "despirocar" como se não houvesse vida pós carnaval. É tia gorda com roupinhas apertadinhas, são as Cataratas do Iguaçu saindo pelos poros das pessoas, gente se esfregando, encochadas sutis (ou nem tanto), beijo na boca de totais desconhecidos, risco de acidentes já que as pessoas bebem até cair, depois decidem pegar no volante pra arriscar a própria vida e a de outras pessoas. Sem contar as pessoas que decidem fazer sexo com desconhecidos sem preservativos  pra "curtir o carnaval" (em novembro nascem os infelizes, coitados) filhos de pais irresponsáveis, nem conhecem o pai (as vezes o cara nem sabe que ele tem filho por ai), ou na pior das hipóteses antes disso descobrem que estão com DST's. 
Ainda há quem diga "Ah Rebecca, você é chata, politicamente correta demais, isso é curtir a vida", me desculpem amados que gostam disso, mas pra mim isso está beeeeem longe de ser motivo de diversão. Como vou conseguir me divertir com alguém me encochando, pisando no meu pé, passando o suor em mim e me agarrando?! Impossível. Não consigo me divertir pensando que existe uma propaganda de tv IMPLORANDO pra que não façam xixi na rua, que isso gente, as pessoas também perdem o senso do ridículo nessa época?

Têm os menos retardados que dizem "pelo menos é feriado né?!" sim, é feriado, bom pra nós que somos estudantes, contudo para a economia do país isso é uma porcaria, 1 semana ociosa não é motivo de orgulho nenhum. Como Felipe Neto disse em um dos seus videos, uma das "soluções" seria passar o carnaval para o dia 1 de janeiro, já que ninguém segue o que a religião diz mesmo (se seguissem não estariam se prostituindo de graça durante uma semana, certo?!) e assim o ano começaria antes do SEGUNDO mês do ano.
Sem contar que o que é passado de nós (mulheres brasileiras) para o resto do mundo é que somos umas putas, que não nos importamos de mostrar o toba nem o peitinho e que pegamos qualquer homem, afinal isso é MUITO divertido. Que bela a cultura brasileira, adoro muito, adoro o olhar de recriminação de todos quando digo que odeio carnaval.

"Ah Rebecca, mas carnaval gera emprego" gera, assim como geraria pra pedreiros que fossem reformar hospitais públicos, pra enfermeiro, faxineiros, copeiros que fossem trabalhar nele, sem contar nas escolas (não as de samba, que essas estão inteiras e "lindas") que estão caindo aos pedaços e professores que trabalham um mês inteiro para ganhar 800 reais. É temos que rever isso, Brasil... 
PS.: E essas penas no toba nas roupas das sambistas, nos carros alegóricos, de onde elas vêm??





SAC - Beleza

"Rebecca, você vai mudar o foco do blog, e agora vai virar blog de moda e beleza" Não, gente, NÃO, por favor: não! "Nossa, que "macha", você não gosta de moda não?!" Amo, sou apaixonada, inclusive compraria umas 3 peças de roupa por dia se eu tivesse dinheiro para isso "Credo, que consumista, mimimi..."
O tema "Beleza" já estava cotado para ser um dos primeiros a ser abordado pelo blog (não, isso não é redação do ENEM), se não o primeiro, contudo infelizmente (ou felizmente, depende do ponto de vista) iniciei o blog no dia da tragedia de Santa Maria e achei mais pertinente dizer o que penso sobre a hipocrisia. Hoje to aqui, pra dizer sobre a tão cobiçada por homens, mulheres, e meio termos: Beleza.
Inicialmente eu pensei em fazer um blog sobre moda e automaticamente beleza estaria incluso, no entanto não sou tão fanática por moda assim, compro roupas caras sim "nossa, que burguesia de merda, mimimi" porém 2 vezes por ano. Ter um blog que é atualizado de 6 em 6 meses não é ideal, muito menos dizer sobre algo nem você entende e não pratica. Por isso prefiro ficar aqui no meu cantinho reclamando por nao poder comprar minhas roupas maravilhosas, nem fazer plasticas, nem porcaria nenhuma pela mamae ter pouco dinheiro. Sem contar que existem exatamente 19214522424 blogs dessas menininhas (ou moços que queriam ser menininhas) falando sobre moda, e dando dica que ninguém usa, pela blogosfera (ok, agora engolirei meu "recalque" e minha incapacidade e começarei a reclamar sobre o que nos interessa). 
Qual a moça não queria ter nascido Megan Fox? Qual rapaz não queria ter nascido Ashton Kutcher?
É meus amados, vocês infelizmente vocês não nasceram (se não nem estariam lendo isso) e por isso correm tanto atrás da cobiçada beleza. Nem eles ja nasceram assim, "perfeitos" fisicamente falando, a maioria das pessoas bonitas precisaram de dinheiro pra se tornarem o que são hoje. Engana-se quem acha e a Fox nasceu perfeita, olhem: 


                                           


É inegável que homem precise de muito menos que mulher pra ser aparentemente belo (para muitas mulheres uma carteira cheia já basta). Tudo bem que eu tenho um gosto, digamos que exótico, quanto a beleza masculina, meus amigos costumam dizer que basta o homem ter cara de bunda (o que eu chamo de "bom moço") para eu achar bonito. Talvez porque eu ache que o rapaz com cara de "bom moço" seja realmente um bom rapaz, acabo julgando mais o que a pessoa é do que a aparência, propriamente dita. 
Já para as mulheres não é tão fácil assim, pergunte a qualquer uma que ritual existe pra ir à uma festa...Para mulheres a festa começa bem antes do horário  ela começa meses, semanas antes (e ainda assim tem algumas que ainda chegam atrasadas). Mulheres querem se sentir lindas a qualquer custo, e isso muitas vezes custa bem caro, visto que a beleza não tem só valor, ela tem o seu preço também.
Quando a pessoa se olha no espelho acha que sua aparecia está bela, ela se sente confiante, seja de qual sexo for, isso é um fato na vida de qualquer pessoa. Não acho pecado alguém se esforçar com tratamentos de beleza e plásticas afim de se sentir bem, cada um faz com o próprio dinheiro o que quiser, ainda mais se for em prol do seu bem estar, sem incomodar ninguém. 
Há algum tempo eu fiz uma lista com os meus defeitos físicos (sem piadocas, que aqui a piadista sou eu, ok?!) e sim, deu uma folha inteira, se eu me senti bem fazendo isso?! Não, todavia foi uma forma de desabafo que encontrei pra reclamar de mim mesma. Como alegria de adolescente pobre dura pouco mamãe achou essa lista, queimou e brigou comigo, brigou muito, mesmo...
Depois dessa lista vi que por enquanto não tenho muito o que fazer pra melhorar minha aparência física, e decidi cuidar do que as pessoas não vêem, mas do que elas podem sentir: cuidei do meu interior. A cada dia decidi me tornar uma pessoa melhor, porque sinceramente, no fim das contas é isso que importa para quem me ama de verdade. Não sei se to conseguindo, porém tento todos os dias... Aprendi que nem tudo que é lindo é o que te faz mais bem, por exemplo um dia ensolarado, é lindo, entretanto um dia nublado e bem ventilado faz o seu dia muito melhor e mais bem disposto! 




SAC - Músicas populares (ruins)


Preciso começar esse post com uma pergunta pertinente e politicamente correta para fazer à vocês: whisky ou água de coco?
Tenho certeza que a maioria das pessoas que leram essa pergunta, leram no ritmo da música, ou lembraram de Naldo dançando no seu maravilhoso clipe. Não julgo essas pessoas, afinal quem não gosta de uma boa música ruim brasileira?!  Poucas são as pessoas no país que realmente escutam Chico Buarque, Caetano e Gil porque realmente gostam, e não pra fazer "o intelectual" da turma. Músicas boas como daquela época talvez não é mais feita visto que não há mais tanto motivo para o senso critico como havia na época da ditadura no país (não digo que não há nenhum motivo, afinal a corrupção ainda exite) então as pessoas decidiram acomodar-se e apenas usar a música como forma de entretenimento. Existe quem, de fato, se recuse a ouvir e conhecer esse tipo de música popular, porém é impossível negar que a conheça. Afinal, musica "ruim" no nosso país se espalha feito praga (o que talvez seja, talvez ahaaha). Hoje em dia criar letras de músicas com nome de carros caros, ou falando de bebidas é sinônimo de sucesso e retorno financeiro. Como o capitalismo é selvagem, músicos não se importam se a musica será de qualidade ou não, elas só têm que grudar na cabeça do ouvinte e nunca mais sair, para que se faturarem fortunas por meio dessa suas músicas sem profundidade poética ou critica, letras apenas voltada ao entretenimento alheio. Há brasileiros que fiquem de mimimi reclamando do tipo de música que o Brasil está exportando para outros países, como "Ai se eu te Pego" que se tornou febre mundial (meu amigo grego quando descobriu que eu era brasileira só sabia cantar isso e eu sentia certo desgosto, mas dane-se). Contudo isso não é motivo de lamentação, é só uma vingança. Afinal, EUA mandou Justin Bieber para nos infernizar e o Brasil mandou Michel Teló e outras beldades como vingança. 




SAC - Paixonites de Escola

Ah o amor... quem nunca se apaixonou por aquela pessoa linda e simpática da sua ou de outra sala na época de escola?! EU, eu sou a unica pessoa no universo que nunca gostou de ninguém na escola, e eu me pergunto "qual o meu problema, cara?".

É algo tão comum gostar de alguém no colegial, e só hoje eu percebi que NINGUÉM nunca se declarou pra mim na escola. Porque eu sou feia?! talvez, mas existiam trambolhos muito piores que eu mas que tinham seus admiradores. Porque eu era chata?! não, isso não, já fui escolhida até como líder de turma e meu ciclo de amizade era grande. Então por que?
Hoje estava conversando com meu namorado, e até ele (que é hominho) já teve amigas se declarando pra ele, e pra mim nada?! Injusto. De acordo com ele, em todos os grupinhos há sempre cobiças internas, no meu não havia, pelo menos não me envolvendo como o "objeto de cobiça". 
Não estou conseguindo lidar com essa descoberta, bateu meio que um desespero... Será que sou tão mal amada e feia assim, ou será que sou tão legal que intimido os meninos?

Estou chatiadissima com essa situação, contudo o que me tranquiliza é saber que  pelo menos eu nunca tive amor não correspondido na escola, visto que eu também nunca gostei de ninguém por la, como homem pra mim. Mas de fato a maior satisfação em meio a esse tumulto psicológico é relembrar já apalpei a bunda de todos sem ter o minimo de apego sentimental. 


SAC - Hipocrisia

Meus amigos e namorado costumam dizer que não há pessoa nesse mundo que eu odeie ou veja pontos negativos, porque pra mim os pontos positivos sempre superam os negativos. Seja piriguete, ateu, crente, "macumbeiro", maconheiro, rico, pobre, feio, ou bonito, se me tratar bem eu to fazendo amizade.
De fato é assim, porém estava analisando esses dias e há sim um tipo de pessoa que eu não suporto, são os hipócritas. Não consigo lidar com alguém que vê as mazelas do mundo, finge que não vê pra se passar por bonzinho perante a sociedade, ou que não suporta uma piadinha mas pensam ou até mesmos fazem coisas horríveis com os outros.
Hoje acordei e as redes sociais estavam pegando fogo (e isso não é mais uma das minhas piadas de humor negro), por causa daquela tragédia em Santa Maria. Haviam algumas pessoas fazendo algumas piadas, não sobre as vítimas porém sobre o fato, e outras pessoas que fazem piadas até sobre câncer se "sensibilizando" por algo que não aconteceu com a família nem com os amigos deles. É ridículo fazer piada com uma tragédia dessas?! sim, todavia também é ridículo mudar de calçada quando vê um mendigo pedindo comida na rua, quando você não é capaz de gastar um minutinho do seu tempo doando alimento ou mantimentos para essas pessoas que precisam. Muito bonito, na teoria, esse negocio de escrever em redes sociais coisinhas bonitas pra quem nem sabe que você existe, ta morrendo queimado ou até mesmo já morreu, contudo na prática o mais útil é fazer o bem a quem está próximo.
Sem contar a maior das hipocrisias, dizer que dinheiro não traz felicidade e se matar de trabalhar ou estudar pra ganhar bem. Pode até ser que ele não traga mesmo, no entanto dinheiro paga a suas dividas e te da conforto que você precisa e te leva pra sofrer em Paris... mas isso é papo para o próximo post.

Espero opiniões de vocês (concordando ou não) nos comentários... Beijos na alma, amados ;*